INMET chama atenção para elevação de temperatura no país

Meteorologistas ressaltam a necessidade de redução da emissão de gases estufa e ações de mitigação de seus efeitos negativos.

Por Ana Carolina Castro dos Santos - publicado 20/10/2021 08h28 . Última modificação 25/10/2021 09h16 .

Com base em dados das estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), observa-se que o Brasil vem enfrentando crescente aumento na temperatura desde o início dos anos 90.

Segundo o meteorologista do Instituto, Mozar de Araújo Salvador, mestre e doutor em Climatologia, causas naturais e antrópicas (que contam com interferência humana no clima) estão ligados ao fenômeno.

“Alguns exemplos de causas naturais são a própria variação natural do clima e fatores astronômicos, como a variação entre a distância da terra e o sol”, explica. “Como causa antrópica, e como exemplos de causas antrópicas, temos o aumento do desmatamento e a urbanização desordenada.”

Segundo pesquisadores do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), a causa principal para o aumento da temperatura no planeta, e não só no Brasil, é a constante emissão de gases de efeito estufa, levando ao aquecimento global.

Em relação a temperatura global, em uma série com mais de 100 anos, “os 5 maiores recordes foram os registrados nos últimos 10 anos, sendo o ano de 2020 o mais quente de todos até então. No Brasil, não muda muito o padrão”, explica o meteorologista.

Como amenizar a situação?

Considerando as observações do IPCC, uma das formas de conter o avanço do aquecimento é reduzir a emissão de carbono, por meio de atividades industriais e de ocupação urbana mais eficientes e sustentáveis.

“Dessa forma, é necessário pensar em criar “microclimas”, de forma a aumentar as áreas verdes nas cidades e diminuir as queimadas, preservando florestas e recuperando áreas degradadas”, orienta Mozar.

Assista abaixo:




Acompanhe as previsões de tempo e os avisos do Inmet em nosso Aplicativo INMET disponível para Android e IOS.

Veja mais: