Previsão climática para a safra 2022/2023

Prognóstico aponta o retorno gradual das chuvas nas regiões Centro-Oeste e Sudeste no início da safra

Por Manuela Rolim Siqueira - publicado 18/08/2022 16h46 . Última modificação 19/08/2022 17h13 .

A provável atuação do La Niña até o início do verão (dezembro) pode impactar nas fases finais das culturas de inverno e segunda safra, além do início da safra de verão no Brasil. Como indicam os modelos climáticos, a permanência do fenômeno, ainda que de intensidade fraca, faz com que a previsão climática nas regiões produtoras seja avaliada com mais atenção.

Frequentemente, o La Niña provoca redução das chuvas na Região Sul do País e aumento nas regiões Norte e Nordeste. O clima no Brasil, no entanto, não é influenciado somente pela atuação do fenômeno, tendo em vista que há outros fatores a serem considerados e que interferem nas condições de tempo e clima. Vale destacar, também, que são fatores atenuantes ou intensificadores dos efeitos do La Niña.

Centro-Oeste e Sudeste

Segundo modelo estatístico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as chuvas ficarão dentro ou ligeiramente abaixo da média para o mês de setembro nas regiões produtoras de grãos, o que pode ser favorável às fases finais das culturas.

Já para o início da safra de verão 2022/2023, considerando os meses de setembro, outubro e novembro (Figura 1), o prognóstico climático aponta o retorno gradual das chuvas, principalmente em outubro, o que será importante para a elevação do armazenamento de água no solo e estabelecimento das fases iniciais das culturas no campo, como a soja, milho e algodão.

Sul

A previsão climática de chuvas dentro ou ligeiramente acima da média indica que a umidade do solo deve continuar elevada em praticamente toda a região durante o mês de setembro. Porém, os grandes acumulados de chuva podem ocasionar excesso de água no solo em algumas localidades.

Já nos meses de outubro e novembro, as previsões climáticas indicam chuvas irregulares, com acumulados abaixo da média em praticamente toda a região (Figura 1).


Figura 1 – Previsão de anomalias ou desvios de precipitação para o trimestre Setembro, Outubro e Novembro.

Previsão para Dezembro/2022 e janeiro/2023

As previsões climáticas indicam que, entre dezembro deste ano e janeiro de 2023, as chuvas podem ficar próximas ou acima da média no Norte, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil.

Já na Região Sul, no centro-sul do Mato Grosso do Sul e em parte de São Paulo, a tendência é de chuvas abaixo da média no mesmo período. Nas demais áreas, a previsão indica chuvas dentro da normalidade.

Confira a previsão completa AQUI


O INMET é um órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e representa o Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) desde 1950.

Detalhes da previsão do tempo e atualização dos avisos meteorológicos em portal.inmet.gov.br e http://alert-as.inmet.gov.br.

Para mais informações acompanhe nosso aplicativo e redes sociais:

Instagram: @inmet.oficial

Youtube: INMET

Twitter: @inmet_

Facebook: INMETBR

LinkedIn:/company/inmetbr

Tiktok: @inmetoficial

Veja mais:

Dezembro: como será o clima no Brasil?