OMM RECONHECE ESTAÇÕES METEOROLÓGICAS CENTENÁRIAS DO INMET

O reconhecimento aconteceu durante a 73ª Sessão do Conselho Executivo do OMM, realizada de forma virtual, no período de 14 a 25 de junho de 2021.

Por Maisa Pereira de Souza - publicado 03/08/2021 16h46 . Última modificação 04/08/2021 16h38 .



A Organização Meteorológica Mundial (OMM) reconheceu, 03 Estações Meteorológicas Convencionais do INMET, como parte do grupo de estações de observações com longa séries históricas superiores a um século.


O reconhecimento aconteceu durante a 73ª Sessão do Conselho Executivo do OMM, realizada de forma virtual, no período de 14 a 25 de junho de 2021.


Muitos são os critérios obrigatórios que a OMM utiliza como mecanismo de reconhecimento para que uma Estação Meteorológica seja considerada Centenária. Veja a lista completa AQUI.


As Estações contempladas foram:


- Aracaju (SE) - inaugurada em 1910.


- Campos dos Goytacazes (RJ), inaugurada em 1911.


- Passo Fundo (RS), inaugurada em 1912.


Para a OMM, as três Estações Meteorológicas centenárias do INMET cumprem os critérios para serem consideradas Estações Seculares, ou seja, estão em operação há mais de 100 anos; têm observações ininterruptas de pelo menos um parâmetro meteorológico, dentre outros.




Todas elas representam um reservatório meteorológico, em que é possível construir experimentos controlados na área de estudo, assumindo um patrimônio climático fundamental para conhecer a evolução do clima e a adaptação das mudanças climáticas globais.


Em 2019, outras oito Estações Meteorológicas Convencionais do INMET também haviam sido certificadas: Salvador (BA) (Ondina) aberta em 1903; Caetité (BA) em 1907; Maceió (AL) desde de 1909; Juiz de Fora (MG) em 1910; Manaus (AM) em 1910; Cuiabá (MT) aberta em 1911; Curitiba (PR) em 1911 e Quixeramobim (CE) em 1896. Na ocasião, o Brasil teve o maior número de certificações da lista.


As observações meteorológicas de longo prazo são parte do patrimônio cultural e científico insubstituível da humanidade, que atendem às necessidades das gerações atuais e futuras de registros climáticos de alta qualidade a longo prazo. Eles são fontes únicas de informações anteriores sobre parâmetros atmosféricos, portanto, são referências para avaliações de variabilidade e mudanças climáticas.


É um prestígio para o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) obter o reconhecimento centenário de 11 de suas Estações Meteorológicas Convencionais, por parte da Organização Meteorologia Mundial (OMM), no qual refere-se a importância de construir e manter sua longa série histórica superior a um século.






Estação Meteorológica Convencional Centenária de Passo Fundo (RS) atualmente. ECP Passo Fundo/RS-83914 (Inaugurada em 1912.) Foto: Bruna Sampaio do Amaral (Observadora da ECP de Passo Fundo/RS).



Estação Meteorológica Convencional Centenária de Campos dos Goytacazes (RJ) em 1913. (Inaugurada em 1911). Foto: Arquivo.