INMET participa do Congresso Meteorológico Mundial 2021

Durante o Congresso Meteorológico Mundial-2021 foram aprovadas três iniciativas cujo o objetivo é fortalecer os serviços meteorológicos climáticos mundiais, e atender ao crescimento explosivo da demanda por produtos e serviços de dados meteorológicos e climáticos de todos os setores da sociedade.

Por Viviane Samara Barbosa Nonato - publicado 28/10/2021 10h19 . Última modificação 28/10/2021 16h22 .

No período de 11 a 21 de outubro, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, responsável por prover informações meteorológicas à sociedade brasileira, participou do Congresso Meteorológico Mundial-2021 organizado pela Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Durante o Congresso Meteorológico Mundial-2021 foram aprovadas três iniciativas cujo o objetivo é fortalecer os serviços meteorológicos climáticos mundiais, e atender ao crescimento explosivo da demanda por produtos e serviços de dados meteorológicos e climáticos de todos os setores da sociedade.

As três iniciativas são conhecidas como: Política Unificada de Dados da OMM, Rede Global de Observação Básica e Mecanismo de Financiamento de Observações Sistemáticas.

Veja a importância e a definição de cada iniciativa:

• POLÍTICA DE DADOS UNIFICADOS – A aprovação da Política de Dados Unificados fornece uma atualização abrangente das políticas que orientam o intercâmbio internacional de dados relevantes (tempo, clima, hidrologia, oceano, composição atmosférica, criosfera e clima espacial) relacionados entre os 193 Estados Membros e territórios da OMM. No qual, ajudará a comunidade global a fortalecer todo o monitoramento de previsão do sistema terrestre, tendo enormes benefícios socioeconômicos como resultado.

A nova política reafirma o compromisso com a troca livre e irrestrita de dados, que tem sido a base da OMM desde sua criação, há mais de 70 anos.

- GLOBAL BASIC OBSERVING NETWORK – GBON - Representa uma nova abordagem na qual a rede básica de observação baseada na superfície necessária para alimentar os modelos (NWP) com dados de entrada é projetada, definida e monitorada em nível global. A ideia é aumentar significativamente a disponibilidade dos dados de superfície, fazendo com que tenha um impacto positivo direto na qualidade das previsões meteorológicas e nas informações que ajudarão a melhorar a segurança e o bem-estar público global.

- MECANISMO DE FINANCIAMENTO DE OBSERVAÇÕES SISTEMÁTICAS (SOFF) - Fornecerá subsídios de dados observados e assistência técnica, aos países em desenvolvimento para permitir a conformidade nos serviços meteorológicos e climáticos. Para isso, a SOFF irá:

  • Implantar uma abordagem global com troca sustentada de dados internacionais como medida de sucesso;
  • Fornecer financiamento de longo prazo para resultados sustentados de compartilhamento de dados;
  • Aprimorar a competência técnica por meio de consultoria ponto a ponto, aproveitando a experiência operacional dos mais avançados serviços meteorológicos nacionais em todo o mundo;
  • Alavancar o conhecimento e os recursos dos parceiros.

Vale ressaltar que a SOFF trabalhará em parceria com outros parceiros que se concentram para garantir seus investimentos para a criação da SOFF, que será anunciada nas próximas negociações das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, COP26, e está prevista para se tornar operacional em meados de 2022.

COALIZÃO DA ÁGUA E DO CLIMA

O Congresso Meteorológico Mundial Extraordinário endossou uma Declaração da Água, incluindo a Coalizão da Água e do Clima, para acelerar a implementação do ODS 6 (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), e aprovou uma nova visão e estratégia para hidrologia.

As resoluções refletem a alta prioridade dada à água pela Organização Meteorológica Mundial (OMM) em face do crescente estresse hídrico e riscos relacionados à água, juntamente com a capacidade inadequada e fragmentada para enfrentar os desafios.

Como finalidade, foi abordado pelo Congresso o Sistema de Orientação de Inundações Relâmpago com Cobertura Global (FFGS / WGC), sendo colocado em uma base mais sustentável, para estabelece uma visão e abordagem relacionado ao futuro desenvolvimento e implementação do FFGS, a fim de salvar vidas e meios de subsistência.

INMET e OMM

O INMET representa o Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) desde 1950 e, por delegação desta Organização, é responsável pelo tráfego das mensagens coletadas pela rede de observação meteorológica da América do Sul e os demais centros meteorológicos que compõem o Sistema de Vigilância Meteorológica Mundial.

O Diretor do INMET, Miguel Ivan Lacerda de Oliveira é representante permanente do Brasil junto à OMM e membro do Conselho Executivo da Organização.

A previsão de tempo e os Avisos Meteorológicos são divulgados em nossa página oficial portal.inmet.gov.br , em nosso aplicativo e redes sociais:

    Twitter: @inmet_ 

    Facebook: @INMETBR

    Tiktok: @inmetoficial 

    Youtube: INMET

    Linkedin: INMET

    Veja mais: