EVENTOS EXTREMOS NO BRASIL EM ABRIL DE 2022

Os acumulados de chuva em abril de 2022 ultrapassaram a média histórica.

Por Maisa Pereira de Souza - publicado 06/05/2022 11h30 . Última modificação 06/05/2022 15h15 .

Os destaques são para episódios de chuvas intensas que causaram perdas de vidas humanas, alagamentos, deslizamentos, além da perda econômica com fechamento de estradas e impactos no agronegócio e para quedas de temperatura.

Com relação às chuvas intensas, serão destacadas as ocorrências nos estados do Rio de Janeiro, Maranhão, Rio Grande do Sul, Bahia e Pará, visto que, os acumulados de chuva em abril de 2022 ultrapassaram a média histórica. As temperaturas mínimas registradas na Região Sul, especialmente no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, também serão descritas nesse documento.

Precipitação

Observa-se que os maiores acumulados de chuva no mês de abril concentraram-se em grande parte da Região Norte, faixa norte e leste do Nordeste, oeste da Região Sul e leste da Região Sudeste do país (Figura 1). Além disso, verificou-se que os eventos extremos de chuvas nas Regiões Sul e Sudeste foram ocasionados principalmente pela chegada de frentes frias na costa, como também, de massas de ar quente e úmido, que favoreceu as chuvas volumosas em algumas áreas. Já na faixa norte do Brasil, as chuvas foram ocasionadas especialmente pela atuação da Zona de Convergência Intertropical.

Figura 1: Mapa do acumulado de precipitação (mm) nos últimos 30 dias (áreas mais chuvosas, em azul escuro, e menos chuvosas, em verde claro/amarelo).


O mês começou com fortes chuvas na costa do Rio de Janeiro, em decorrência do avanço de uma frente fria, que trouxe chuvas mais expressivas em algumas localidades. Nas Estações Meteorológicas do INMET, foram registradas chuvas excepcialmente volumosas entre os dias 01 e 02/04 como em Paraty-RJ com valor de 240,4 mm, em Marambaia-RJ com 211,6 mm, Alto da Boa Vista-RJ com 201,0 mm e em Sampaio Corrêia-RJ com 161,2 mm.

No Nordeste, mesmo não sendo muito comum, áreas de instabilidade associadas a uma frente fria atuaram na costa baiana, trazendo chuvas intensas entre os dias 17 e 18. Foi registrado 114,2 mm em Cruz das Almas-BA e 106,3 mm em Salvador-BA.

Na Região Sul, a combinação de uma massa de ar quente e úmida com a aproximação de uma frente fria em direção ao Rio Grande do Sul, provocou chuvas em São Gabriel-RS com volume de 126,8 mm, Santana do Livramento-RS com 113,6 mm e São Luiz Gonzaga-RS com 104,4 mm, todas no dia 26/04.

A Figura 2a apresenta a imagem de satélite do dia 07/04/2022 às 10h40 (horário de Brasília) destacando em especial, as chuvas na Bahia e a Figura 2b no dia 26/04/2022 às 6h40 realçando as chuvas no extremo sul do país. Ressalta-se que, as áreas em vermelho indicam regiões mais favoráveis para ocorrência de chuvas intensas.

Figura 2: Imagem de satélite dos dias: a. 17/04/2022 às 13:40 UTC (10h40 no horário de Brasília) e b. 26/04/2022 às 9:40 UTC (6h40 no horário de Brasília).


A Tabela 1 apresenta destaques de totais de chuva, médias e desvios de chuva para o mês de abril de 2022 para os estados do Rio de Janeiro, Maranhão, Rio Grande do Sul, Bahia e Pará. Verificou-se que o maior desvio positivo de chuva (ou seja, chuva acima da média histórica) foi registrado no Estado do Rio de Janeiro. Destaca-se que o valor de 305,5 mm, valor acima da média histórica, foi registrado na Estação Meteorológica de Alto da Boa Vista-RJ (Tabela 1).


Tabela 1 – Precipitação total acumulada em abril de 2022 nos estados do Rio de Janeiro, Maranhão, Rio Grande do Sul, Bahia e Pará.


Temperatura

Além dos grandes acumulados de chuvas ocorridos no Brasil, o mês de abril foi também marcado por quedas de temperaturas, devido à avanços de ar frio ao longo do mês, que favoreceram a ocorrência de baixas temperaturas, principalmente em áreas da Região do Sul do país. As menores temperaturas mínimas registradas foram obervadas em Bom Jardim da Serra-SC com 2,0°C, São João dos Ausentes-RS com 2,8°C, Serafina Correa-RS com 3,9°C, São Joaquim-SC com 4,0°C e Vacaria-RS com 4,1°C, todas no dia 01/04. Além de Bom Jardim da Serra-SC com 2,1°C, General Carneiro-PR com 0,8°C e Caçador-SC com 1,9°C, registradas no dia 15/04.

Eventos de geadas foram observadas em três dias do mês de abril. A primeira, no dia 01/04, foi observada nos municípios de São João dos Ausentes-RS, Serafina Correa-RS e São Joaquim-SC. O segundo e terceiro eventos de geadas foram observados nos dias 15 e 16/4 nos municípios de General Carneiro-PR, Bom Jardim da Serra-SC, Maria da Fé-MG e São Joaquim-SC.


Confira o Relatório COMPLETO AQUI.

O INMET é um órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e representa o Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) desde 1950.

A previsão de tempo e os avisos meteorológicos são divulgados diariamente em nosso portal, aplicativo e redes sociais:

Instagram: @inmet.oficial

Twitter: @inmet_

Facebook: @INMETBR

Tiktok: @inmetoficial

Youtube: INMET

Veja mais: