Eventos extremos: Chuvas intensas e queda de temperatura foram destaques de outubro de 2022 no Brasil.

O mês teve chuvas acima da média histórica no Amazonas, Paraná e Santa Catarina

Por Maisa Pereira de Souza - publicado 07/11/2022 13h00 . Última modificação 08/11/2022 10h49 .

Em outubro de 2022, os maiores acumulados de chuva concentraram-se no noroeste e em áreas do centrossul do País (Figura 1). A atuação de diferentes sistemas meteorológicos contribuíram para os eventos extremos nas regiões do Brasil.

Figura 1: Mapa do acumulado de precipitação (mm) nos últimos 30 dias (áreas mais chuvosas, em azul escuro, e menos chuvosas, em verde claro/amarelo).


Na Região Norte, áreas de instabilidade associadas à termodinâmica da região contribuíram para a ocorrência de chuvas em Benjamin Constant (AM), com valor de 80 mm e Apuí (AM) com 79,4 mm, ambos no dia 17/10. Enquanto em Placas (PA), o volume foi de 94,8 mm no dia 13/10 e 86,4 mm em Tarauacá (AC) no dia 24/10.

A presença de um corredor de umidade associado à uma frente fria trouxe chuvas mais expressivas nas Regiões Centro-Oeste e Sudeste. Destaque para as localidades de Passos (MG) que acumulou 86 mm, Franca (SP) com 97,8 mm, Vila Bela da Santíssima Trindade (MT) com 86 mm e Três Lagoas (MS) com 76,2 mm, todos no dia 07/10. Áreas de instabilidade associadas ao calor e a alta umidade também contribuíram para ocorrência de chuvas intensas na Serra dos Aimorés (MG) com 86,2 mm e São Mateus (ES) com 126,4 mm, ambos no dia 24/10.

Por fim, na Região Sul, entre os dias 10 e 12/10, as chuvas intensas foram causadas por um corredor de umidade combinado ao calor e a alta umidade que chegou à região. Destaque para Novo Horizonte (SC) com acumulado de chuva de 116,4 mm e Caçador (SC) com 70,8 mm, ambos no dia 10/10. Já no dia 11/10, Clevelândia (PR) acumulou 140,2 mm, Novo Horizonte (SC) teve 133,2 mm e Dois vizinhos (PR) acumulou 95,4 mm. Enquanto no dia 12/10, as chuvas se concentraram também em Dois vizinhos (PR) com 82,6 mm e Pontes e Lacerda (MT) com 79,8 mm.

A Figura 2a apresenta a imagem de satélite no dia 07/10/2022 às 21h, que realça as chuvas em áreas do Centro-Oeste e Sudeste do País e a Figura 2b, do dia 24/10/2022 às 18h (horário de Brasília), que destaca as chuvas que ocorreram por consequência do corredor de umidade que se estendeu desde a Região Norte até a Região Sudeste. Ressalta-se que, áreas em vermelho indicam regiões mais favoráveis para a ocorrência de chuvas intensas.

Figura 2: Imagem de satélite dos dias: a. 07/10/2022 às 00UTC (21h no horário de Brasília) e b. 24/10/2022 21 UTC (18h do horário de Brasília).




Confira a nota completa AQUI.

O INMET é um órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e representa o Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) desde 1950.

A previsão de tempo e os avisos meteorológicos são divulgados diariamente em nosso portal, aplicativo e redes sociais:

Instagram: @inmet.oficial

Twitter: @inmet_

Facebook: @INMETBR

Tiktok: @inmetoficial

Youtube: INMET


Veja mais: