DIRETOR DO INMET É NOMEADO REPRESENTANTE PERMANENTE DO BRASIL JUNTO À ORGANIZAÇÃO METEOROLÓGICA MUNDIAL (OMM)

A Representação Permanente do Brasil junto à OMM é exercida por meio de Decreto Presidencial, por ser este Instituto o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) oficial do Brasil, atuando sempre de forma bastante próxima e contribuindo com informações adequando à realidade nacional as recomendações e resoluções produzidas no âmbito daquela Organização pelos maiores estudiosos no assunto.

Por Viviane Samara Barbosa Nonato - publicado 20/01/2021 13h38 . Última modificação 20/01/2021 14h23 .


A Organização Meteorológica Mundial (OMM) nomeou Miguel Ivan Lacerda de Oliveira, atual diretor do INMET, como Representante Permanente do Brasil junto à OMM.

A Representação Permanente do Brasil junto à OMM é exercida por meio de Decreto Presidencial, por ser este Instituto o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) oficial do Brasil, atuando sempre de forma bastante próxima e contribuindo com informações adequando à realidade nacional as recomendações e resoluções produzidas no âmbito daquela Organização pelos maiores estudiosos no assunto.

“É importante e estratégico para o Brasil se inserir, com destaque, nas organizações mundiais. Essa participação junto da OMM, que lidera no mundo o tema meteorologia irá garantir o fluxo de informação e construção de parcerias e cooperação entre países," afirmou o diretor do INMET, Miguel Ivan Lacerda de Oliveira.

A atuação do INMET junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) permite ao País alcançar uma posição de destaque ao lado das demais nações, mostrar sua posição territorial na América do Sul com destaque no clima, na produção de alimentos e geração de energia limpa. Tais encontros facilitam a troca de informações técnicas, o aprimoramento e moderno conhecimento usados na Meteorologia para a previsão de tempo e de clima, estudos dos padrões climáticos e o aperfeiçoamento técnico operacional, em mesmo nível de qualidade dos Serviços Meteorológicos de Hidrológicos de países desenvolvidos, de forma a oferecer à sociedade informações meteorológicas e climatológicas mais confiáveis, visando minimizar efeito de riscos climáticos na economia dos países.

Atualmente, a OMM é destaque como uma Agência Especializada das Nações Unidas e reconhecida como autoridade máxima sobre o assunto relacionado ao clima, comportamento e ciência da atmosfera e sua interação com os oceanos, a variação/mudança climática e aos recursos hídricos.