São Paulo (SP) registra o mês de julho mais quente desde 1943

Um bloqueio atmosférico de alta pressão favorece a elevação das temperaturas na capital paulista.

Por Viviane Samara Barbosa Nonato - publicado 26/07/2022 14h23 . Última modificação 26/07/2022 15h23 .

Neste mês de julho (até o momento), o INMET está registrando a maior média mensal da série histórica de temperatura máxima para o mês, em São Paulo (SP).

A cidade de São Paulo segue com queda na umidade relativa do ar e um forte bloqueio atmosférico de alta pressão favorece a elevação das temperaturas na capital.

O bloqueio atmosférico de alta pressão inibe a entrada de frentes frias e o desenvolvimento de nebulosidade mantendo o tempo mais seco com temperaturas subindo, significativamente, durante o dia.

Diante disso, o mês de julho/2022 já é o mais quente desde a abertura da série histórica do INMET na capital, em 1943.

Porém, esse calor será amenizado com a chegada de uma frente fria na próxima sexta-feira (29), a qual promoverá rajadas de vento, chuvas esparsas e queda acentuada nas temperaturas. Acompanhe AQUI a previsão do tempo para os próximos dias.

A tabela 1 apresenta a tabela com os maiores valores da série histórica para este parâmetro:



O INMET é um órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e representa o Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) desde 1950.

A previsão de tempo e os avisos meteorológicos são divulgados diariamente em nosso portal, aplicativo e redes sociais:

Instagram: @inmet.oficial

Twitter: @inmet_

Facebook: @INMETBR

Tiktok: @inmetoficial

Youtube: INMET


Veja mais: