INMET FAZ PREVISÃO PARA AUXILIAR CULTURAS DE GRÃOS NO OUTONO

Boletim Agroclimatológico Mensal publicado recentemente pelo Instituto Nacional de Meteorologia divulgou a previsão climática para o período.

Por Ana Carolina Castro dos Santos - publicado 18/04/2022 16h00 . Última modificação 02/05/2022 16h07 .

Com o primeiro mês do outono se aproximando, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) divulgou, na última semana, o Boletim Agroclimatológico

Esse boletim contém a previsão climática para a estação que, este ano, ainda conta com a influência do fenômeno La Niña.

Assista: OUTONO: previsão climática e características do #Outono2022!

Conforme o boletim, a redução de temperatura no Oceano Pacífico mantém o fenômeno que continuará influenciando o clima no Brasil, principalmente a precipitação, impactando especialmente o setor do agronegócio.

Segundo o meteorologista do INMET, Mozar Salvador, doutor em Climatologia, o período atual é um período de transição entre o final da safra de verão e o início da safra de inverno, cultivada principalmente nas regiões Sul e Sudeste do país. 

Estas regiões poderão ser afetadas tanto positiva quanto negativamente dependendo da fase de cada cultura.

Quanto às temperaturas, Mozar explica:

“As previsões indicam que não devemos ter variações muito grandes na média de temperatura para o período de Abril, Maio e Junho. Com o avançar do trimestre, devemos ter algumas entradas de massas de ar frio que poderão causar geadas no final de Abril ou no início de Maio [...] As temperaturas deste trimestre devem ter uma variabilidade baixa, podendo ficar um pouco acima da média na maioria das regiões do Brasil, mas dentro da normalidade. ”

Previsão de anomalias de (a) precipitação e (b) temperatura média do ar do multimodelo INPE/INMET/FUNCEME para o trimestre AMJ/2022. FONTE: INPE


Região Norte

A previsão climática para a Região Norte indica chuvas acima da média na parte norte da Região. Nas demais áreas, estão previstas chuvas ligeiramente abaixo da média durante o trimestre de Abril, Maio e Junho.

A temperatura deve prevalecer próxima da média histórica na maioria da região, exceto no norte do Pará, Amapá e Roraima, onde devem ficar ligeiramente abaixo da média devido à persistência de dias chuvosos.

Já a previsão do balanço hídrico indica que o armazenamento de água no solo se manterá elevado na maioria da região, com exceção do estado de Roraima e do extremo norte do Baixo Amazonas (PA) no mês de abril.

“De maneira geral, as condições de chuva acima da média sinalizam a possibilidade de boas condições para a agricultura”, comenta o meteorologista.

Região Nordeste

A previsão indica chuvas acima da média para grande parte da região, principalmente no norte e na costa leste, em decorrência dos impactos do La Niña.

Já na região centro-sul da Bahia e norte do Ceará, as chuvas poderão ficar próximas da média.

As temperaturas devem se manter na média na maioria da região Nordeste. 

Porém, na parte norte do Ceará e do Rio Grande do Norte, a previsão aponta para temperaturas mais altas.

O balanço hídrico aponta que os acumulados de chuva acima da média, previstos entre os meses de abril e maio na faixa norte da região, poderão manter os bons níveis de água no solo nessa área, com valores acima de 80%.

De acordo com Cleverson Freitas, agrometeorologista do INMET, tanto para o Norte quanto para o Nordeste as chuvas ficarão acima da média. "Isso pode favorecer a região do MATOPIBA com relação ao milho segunda safra caso esteja nas fases de desenvolvimento ou enchimento de grãos. Com relação ao final das culturas de verão, caso chova muito durante a colheita, não será favorável.”

Região Centro-Oeste

A previsão indica tendência de chuvas próximas ou ligeiramente abaixo da média em praticamente toda a região.

O destaque fica para Mato Grosso do Sul (MS), onde as chuvas previstas poderão ser mais escassas.

As temperaturas deverão ficar próximas da média climatológica nos próximos meses.

O balanço hídrico indica tendência de baixos níveis de água no solo em todo o trimestre de Abril, Maio e Junho em decorrência das chuvas abaixo da média previstas pelo modelo do INMET.

“Na Região Centro-Oeste, entramos no início do período seco. Porém, ainda temos algumas culturas de grãos que ainda não foram colhidas. As chuvas pontuais podem ser favoráveis, visto que a expectativa é de que fiquem próximas da média para o trimestre na maioria da região”, explica Mozar.

Região Sudeste

Estão previstas, para esta região, chuvas próximas e ligeiramente abaixo da média para seus quatro estados, porém, para o sudeste de São Paulo, são previstos totais de chuvas mais baixos que a média do trimestre.

A temperatura deve permanecer próxima da média, exceto no sul de Minas Gerais e de São Paulo, onde a tendência é que a temperatura fique ligeiramente abaixo da média.

Segundo Cleverson Freitas, também estão previstos bons níveis de umidade do solo para a Região Sudeste, com exceção do Norte de Minas Gerais (MG), com valores acima de 70% nos meses de Abril e Maio.

Porém, com a troca entre as estações do outono e inverno, os níveis de armazenamento na maioria da região serão impactados, visto que as chuvas serão reduzidas.

“A tendência é de que as chuvas caiam na maior parte da região Centro-Oeste e Sudeste, dentro da faixa da normalidade ou até um pouco abaixo da média”, alerta Mozar Araújo.

Região Sul

A previsão é de chuvas abaixo da média em praticamente toda a região, em decorrência dos impactos do fenômeno La Niña.

A temperatura deverá prevalecer próxima da média do período.

“Para essa região, ainda há uma grande instabilidade em relação aos padrões de chuva. Podemos ter alguns dias com excesso de chuva, mas de maneira geral, a precipitação deve ficar abaixo da média. Isso poderá causar danos às culturas que ainda estejam em fase de desenvolvimento no sul e no sudeste”, salienta Cleverson.

O INMET é um órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e representa o Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) desde 1950.

Para mais informações, acompanhe o portal oficial. A previsão de tempo e os avisos meteorológicos são divulgados diariamente em nosso aplicativo e redes sociais:

Instagram: @inmet.oficial

Twitter: @inmet_

Facebook: @INMETBR

Tiktok: @inmetoficial

Youtube: INMET

LinkedIn:/company/inmetbr

Veja mais: