Diretor do INMET participa do último encontro do Seminário Virtual sobre Mudanças Climáticas do Parlamento do MERCOSUL

Em sua apresentação, Miguel Novato salientou a importância da cooperação entre os países e de medidas cabíveis para freiar as consequências do efeito estufa como a redução de emissão de gás carbono na atmosfera, além da utilização do aplicativo INMET e do seguro paramétrico para pequenos produtores.

Por Izabelly da Silva Rezende - publicado 05/11/2021 11h09 . Última modificação 08/11/2021 14h17 .

Nesta quinta-feira (4) ocorreu o Terceiro Seminário sobre o Impacto das Mudanças Climáticas nos Setores de Produção e Políticas Públicas da Região com Relação a esta Problemática, organizado pela Comissão de Infraestrutura, Transporte, Recursos Elétricos, Agricultura, Pecuária e Pesca do PARLASUR, que contou com a presença de representantes de organizações governamentais do MERCOSUL.


Durante a reunião, representantes do Paraguai, Brasil, Uruguai e Argentina demonstraram o que tem sido feito em cada país para combater os impactos das mudanças climáticas em regiões de produção agrícola. O Paraguai, por exemplo, possui uma alta vulnerabilidade diante dessas mudanças devido ao país depender majoritariamente do setor primário.


O diretor do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), Miguel Ivan Lacerda de Oliveira salientou a importância da cooperação entre os países e de medidas cabíveis para freiar as consequências do efeito estufa como a redução de emissão de gás carbono na atmosfera, além da utilização do aplicativo INMET e do seguro paramétrico para pequenos produtores.


“ A gente precisa investir na meteorologia, e ela pode ser uma das melhores pontes para relações amigáveis entre nações. Precisamos agir rapidamente para resolver este problema e, agindo a partir do partir do Centro Regional do Clima para o Sul da América do Sul (CRC-SAS), temos uma ótima oportunidade de coooperar e mitigar os danos.”


O Diretor do Inmet, que também é presidente do CRC-CRAS, salientou a importância do trabalho em conjunto e o fato do Centro Regional possuir o maior banco de dados de informações meteorológicas para a região.


Sobre o Parlamento do MERCOSUL


Também conhecido como PARLASUL, se trata de um órgão democrático e legislativo que representa os interesses dos cidadãos dos estados que fazem parte do MERCOSUL: Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.


Com a finalidade de reforçar os processos de integração, o Parlamento do MERCOSUL atua em diferentes áreas do conhecimento, conforme a competência de cada uma de suas dez Comissões Permanentes:


Assuntos Jurídicos e Institucionais; Assuntos Econômicos, Financeiros, Fiscais e Monetários; Assuntos Internacionais, Inter-Regionais e de Planejamento Estratégico; Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Esportes; Trabalho, Políticas de Emprego, Segurança Social e Economia Social; Desenvolvimento Regional Sustentável, Ordenamento Territorial, Habitação; Saúde, Meio Ambiente e Turismo; Cidadania e Direitos Humanos; Assuntos Interiores, Segurança e Defesa; Infra-Estrutura, Transportes, Recursos Energéticos, Agricultura, Pecuária e Pesca; Orçamento e Assuntos Internos.


O PARLASUL tem como prioridade o contato direto com a sociedade civil e seus cidadãos.


Para maiores informações, acompanhe o portal oficial do INMET. A previsão de tempo e os avisos meteorológicos são divulgados diariamente em nosso aplicativo e redes sociais:

Instagram: @inmet.oficial

Twitter: @inmet_

Facebook: @INMETBR

Tiktok: @inmetoficial

Youtube: INMET

LinkedIn:/company/inmetbr

Veja mais: