Balanço: Natal (RN) teve acumulado de chuva abaixo da média em setembro de 2022

O maior acumulado diário de chuvas em Natal foi de 23,6 milímetros, registrado no dia 06/10

Por Viviane Samara Barbosa Nonato - publicado 05/10/2022 16h08 . Última modificação 06/10/2022 14h11 .

Em setembro deste ano, o total de chuva na estação meteorológica convencional de Natal, no Rio Grande do Norte, foi de 41,3 milímetros (mm), o que representa 24% abaixo da média histórica (1991-2020), que é de 54,0 mm (figura 1). O valor é o 8º maior para o mês nos últimos 22 anos, ficando atrás dos anos 2000 (205,1 mm), 2013 (200,0 mm), 2014 (149,0 mm), 2009 (76,7 mm), 2017 (74,4 mm), 2018 (61,2 mm) e 2019 (59,8 mm). 

Ao todo, Natal teve seis dias com chuvas acima de 1,0 mm em setembro, sendo que o maior acumulado diário de chuvas (23,6 mm) foi registrado no dia 6.

Em relação às temperaturas, a mínima média foi de 23,3°C, ou seja, 1,1°C acima da média histórica (22,2°C). O valor é o 6° maior para setembro desde 1961, assim como em 2018, ficando abaixo dos seguintes anos: 2016 (25,1°C); 2015 (24,2°C); 2009 (24,1°C); 2019, 2002 e 1983 (23,7°C), e 1992 (23,4°C). Além disso, a menor temperatura mínima (20,6°C) do mês ocorreu no dia 8, enquanto a maior mínima (26,5ºC) foi no dia 27.

Já a temperatura máxima média foi de 29,2°C, ou seja, 0,2°C acima da média histórica (29,0°C). A maior temperatura máxima do mês foi de 30,1°C, registrada no dia 23, enquanto a menor máxima foi de 26,7°C, no dia 4.

Figura 1: Gráfico com as temperaturas máximas e mínimas e chuvas da estação convencional com suas respectivas médias históricas (1991-2020). Fonte: Inmet. 

Confira o balanço completo AQUI.

O INMET é um órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e representa o Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) desde 1950.

A previsão de tempo e os avisos meteorológicos são divulgados diariamente em nosso portal, aplicativo e redes sociais:

Instagram: @inmet.oficial

Twitter: @inmet_

Facebook: @INMETBR

Tiktok: @inmetoficial

Youtube: INMET

Veja mais: