Balanço das Condições de TEMPO em São Paulo-SP no mês de Setembro/2021.

Setembro teve chuva abaixo do normal e temperatura muito acima.

Por Maisa Pereira de Souza - publicado 01/10/2021 16h04 . Última modificação 01/10/2021 16h47 .

Setembro teve chuva abaixo do normal e temperatura muito acima.

Setembro termina com um acumulado de 38,1 mm na Estação do Mirante de Santana-SP (série mista, estações convencional e automática), valor 46,7 mm a menos que a referência da Normal Climatológica (1981-2010), o que significa um desvio de 55% abaixo da climatologia. Na Tabela 1 estão expressas as precipitações mensais deste ano e os correspondentes valores de referência climatológica.


O maior volume de chuva em 24 horas foi de 16,3 mm, totalizado na manhã do dia 10. Houve somente cinco dias com registro de precipitação, abaixo da média que é de nove. No balanço do ano a precipitação apresenta um déficit de 32 % (357 mm) em relação à Normal Climatológica.

Com média de 28,6 °C, as temperaturas máximas fecharam o mês com desvio bastante significativo de 4,2°C acima da Normal Climatológica, que é de 24,4°C. Dessa forma, setembro de 2021 foi o 4º mais quente de sua série (empatando com o ano de 1963) iniciada em 1943 (78 anos). Na Tabela 2 seguem os setembros mais quentes da série histórica da Estação do Mirante de Santana-SP, em relação à média das temperaturas máximas.

A maior temperatura do mês foi de 35,7°C e é também a maior marca do ano até o momento. Em termos de máxima absoluta de setembro (série agregada, desde 1943), foi a 3ª mais quente, perdendo somente para os 37,1 °C de 30/09/2020 e os 35,9 °C de 12/09/2019.

As temperaturas mínimas, por sua vez, fecharam o mês com média de 16,6 °C e seu desvio foi menor, mas ainda assim significativo, de 2,2°C. Ao amanhecer do dia doze foi registrada a menor temperatura do mês: 12,0 °C, valor também acima da média, mas ainda assim não tão elevado quanto os 13,5°C, registrados no ano passado e que responde pelo maior valor da série dessa variável.

A menor amplitude térmica diária (diferença entre a temperatura máxima e a mínima em um dia) foi de 3,7 °C, no dia 16, com registro de céu nublado a encoberto com precipitação intermitente, de fraca a moderada intensidade. Por sua vez, a maior amplitude se deu no dia 24, com registro de variação de temperatura intradiurna de 18,3°C, ocorrida sob condições de céu com bastante variação de nebulosidade.

Veja o Balanço completo AQUI