BALANÇO CLIMÁTICO DO VERÃO 2021/2022 NAS CAPITAIS BRASÍLIA, GOIÂNIA, CUIABÁ, PALMAS E PORTO VELHO

Durante o verão 2021/2022 choveu em 53 dias na estação convencional de Brasília (83377), totalizando 502,3 mm, o que equivale a 83% da média histórica sazonal que é de 608 mm (1981-2010), ou seja, um déficit em termos de volume de chuva de 105,7 mm. O maior acumulado de chuva em 24 horas foi registrado no dia 18/02, com 52,8 mm.

Por Viviane Samara Barbosa Nonato - publicado 24/03/2022 15h04 . Última modificação 25/03/2022 11h02 .

O verão no Hemisfério Sul teve início às 12h59min (horário de Brasília) do dia 21 de dezembro de 2021 e finalizou às 12h33min do dia 20 de março de 2022, quando se inicia a estação do outono.

Essa estação tem como característica a elevação das temperaturas em todo o Brasil em função da posição relativa do Sol mais ao sul, tornando os dias mais longos que as noites e com mudanças rápidas nas condições de tempo, ou seja: chuvas fortes, normalmente acompanhas de trovoadas, descargas elétricas e rajadas de vento.

Nessa estação, os maiores volumes das chuvas se concentram principalmente nas Sudeste, Centro-Oeste e grande parte da Região Norte, onde os acumulados médios ficam acima de 600 mm. Nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, as chuvas são ocasionadas principalmente pela atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), enquanto no norte das regiões Nordeste e Norte, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) é o principal sistema responsável pela ocorrência das chuvas.

Vale destacar a ocorrência de 5 episódios de ZCAS durante o verão de 2021/2022, sendo um no mês de dezembro (entre os dias 23 e 28/12); dois em janeiro (entre os dias: 06 a 12/01 e 28/01 a 02/02) e dois em fevereiro (entre os dias: 09 a 12/02 e 18 a 20/02). Estes episódios de ZCAS ocasionaram volumes expressivos de chuva no Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo, contribuindo para que os acumulados superassem a normal climatológica em muitas localidades, inclusive nas capitais.

  1. Comportamento das Chuvas e Temperaturas em Brasília - DF

Durante o verão 2021/2022 choveu em 53 dias na estação convencional de Brasília (83377), totalizando 502,3 mm, o que equivale a 83% da média histórica sazonal que é de 608 mm (1981-2010), ou seja, um déficit em termos de volume de chuva de 105,7 mm. O maior acumulado de chuva em 24 horas foi registrado no dia 18/02, com 52,8 mm.

Quanto às temperaturas, a temperatura média do verão foi de 21,7°C, ficando em torno da Normal Climatológica, que é de 21,6°C. A média da temperatura mínima foi de 18,1°C, ficando acima da Normal Climatológica (em 0,5°C), que é de 17,6°C. A média da temperatura máxima foi de 26,8°C, ficando também acima da Normal (em 0,4°C), que é de 26,4°C.

A maior e a menor temperatura máxima ocorridas foram: 30,6°C e 20,7°C registradas nos dias 24 e 09/01, respectivamente. Já a menor e a maior temperatura mínima foram: 15,3°C e 21,1°C registradas nos dias 25 e 22/12, respectivamente.

A Figura 1 mostra o gráfico com os dados diárias das temperaturas e da precipitação registradas durante a estação do verão 2021/2022 em Brasília – DF.

                                         Figura 1: Temperaturas e precipitação do verão 2021/2022 em Brasília – DF e Normal Climatológica (1981 a 2010).

Veja o Balanço completo para GOIÂNIA-GO, CUIABÁ-MT, PALMAS-TO E PORTO VELHO-RO AQUI.

O INMET representa o Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial (OMM) desde 1950.



A previsão de tempo e os avisos meteorológicos são divulgados diariamente em nosso portal, aplicativo e redes sociais:
Instagram: @inmet.oficial
Twitter: @inmet_
Facebook: @INMETBR
Tiktok: @inmetoficial
Youtube: INMET

Veja mais: