Portal do Governo Brasileiro

[Atualização] ONDA DE CALOR EM SÃO PAULO E MATO GROSSO DO SUL

Frente fria promoveu declínio de temperaturas no centro-leste de São Paulo, houve 7 quebras de recordes no estado. No Mato Grosso do Sul, atingiu o 4º dia consecutivo de temperatura máxima acima de 43 °C, com quebra de dois recordes absolutos.

Por Viviane Samara Barbosa Nonato - publicado 05/10/2020 11h06 . Última modificação 05/10/2020 11h38 .

[Atualização] ONDA DE CALOR EM SÃO PAULO E MATO GROSSO DO SUL

Frente fria promoveu declínio de temperaturas no centro-leste de São Paulo, houve 7 quebras de recordes no estado. No Mato Grosso do Sul, atingiu o 4º dia consecutivo de temperatura máxima acima de 43 °C, com quebra de dois recordes absolutos.

No sábado, dia 03/10 a onda de calor se encerrou em parte da faixa centro-leste de São Paulo graças à chegada de uma frente fria, a qual promoveu ventos intensos do setor Atlântico, trazendo temperaturas mais amenas e nebulosidade, além de fraca precipitação isolada. Na figura 1 estão exibidas para comparação as imagens de satélite do espectro visível de sábado e de sexta-feira 02/10 para as 15h (18UTC), onde se nota a diferença significativa de nebulosidade.

A chegada da frente, porém não impediu que novos recordes fossem quebrados no interior de SP, ao todo sete. A maior temperatura do estado foi registrada em Votuporanga: 42,1 °C, e é para esta estação meteorológica seu novo máximo absoluto. As estações de SP que passaram a ter novos recordes históricos de temperatura máxima absoluta foram: Dracena, Ituverava, Pradópolis, Rancharia, São Carlos, São Simão e Votuporanga. Os Dados atualizados desta onda de calor estão na Tabela 1.

Registros absolutos de todo estado de SP indicam máximas históricas de 43,0 °C em Iguape em 03/02/1933; em seguida os 42,8 °C em Registro, verificados ontem; os 42,1 °C em 16/01/1956 em Iguape e de hoje em Votuporanga; seguidos de Lins, que marcou no dia 30/09 41,9 °C; logo após, os 41,8 °C de Barretos em 24/10/2015 e também de hoje em LIns.



Com a máxima de 43,7 °C no MS, ocorridos em Água Clara, no sábado, dia 03/10 se tornou o quarto dia consecutivo de registros de temperaturas acima dos 43 °C no estado. E mesmo com a máxima absoluta tendo arrefecido 0,7 °C em relação a ontem, houve quebra de dois recordes de máxima absoluta, tanto para Cassilândia como para Ivinhema, onde foram registrados 42,2 °C e 40,9 °C, respectivamente.

Em Campo Grande - MS a temperatura passou novamente dos quarenta graus, sendo a terceira vez que isso acontece dentro dos últimos cinco dias. O sábado, dia 03/10 fechou com máxima de 40,2 °C na capital do MS. Os dados atualizados desta onda de calor, que segue firme, sobre o Mato Grosso do Sul estão na Tabela 2. 

Figura 1: Imagem do Canal Visível do Satélite Goes para as 15h (18 UTC) de ontem (a) e hoje (b)

Tabela 1. Temperaturas registradas nesta onda de calor, os recordes históricos e a data de abertura/disponibilidade do dado em São Paulo:

Tabela 2. Temperaturas registradas nesta onda de calor, os recordes históricos e a data de abertura/disponibilidade do dado em Mato Grosso do Sul:


- AVISO DE VENTO FORTE PARA O ESTADO DE SP DURANTE O FINAL DE SEMANA:


  •  Temperaturas caem no sul e centro-leste do estado, mas calor retorna com força na segunda-feira

    A rápida passagem de uma frente fria prevista durante o final de semana pelo leste do estado de SP, provocou a mudança dos ventos, os quais passam a soprar de sudeste com rajadas. Ainda na madrugada do domingo, dia 04/10 o vento atingiu 60km/h na faixa leste, especialmente no litoral sul e Vale do Ribeira, onde superou 50 km/h do dia de sábado, ocorreu pancadas de chuva especialmente entre o fim de noite de sábado e a madrugada. Durante o dia de domingo 04/10 o vento se manteve intenso a moderado no centro do estado. O aumento de umidade também criou condições para pancadas isoladas de chuva, especialmente nas áreas do centro-leste e nordeste de SP. Na capital São Paulo a temperatura continuou em declínio e ficou entre 16°C de mínima e máxima de 21°C no domingo. No Mato Grosso do Sul, apenas áreas mais ao sul e sudoeste que tiveram um discreto declínio nas temperaturas.

    No norte e sobretudo noroeste de SP em direção ao estado de MS e Brasil Central o calor continuará intenso, ainda com condições para recordes de temperatura histórica, que se prolongam na durante a semana.

    Mudança de padrão atmosférico é esperado a partir de meados da próxima semana, com o gradual aumento de umidade trazidos por ventos de noroeste amazônicos, que passam a ficar mais úmidos nesta época do ano, e de uma frente fria do sul do País. Chuva mais regular e mais generalizada é prevista a partir da próxima quinta-feira e sobretudo a partir da sexta-feira 09/10 quando o padrão de bloqueio atmosférico deve ser rompido e a umidade alcança também parte do centro e Sudeste do País.

    Mapa da previsão de temperaturas máxima pelo modelo Cosmo do Inmet de ontem e hoje: 


    Figura 2: Temperaturas máximas previstas pelo modelo Cosmo 7km para amanhã e depois.

    Veja a Nota Meteorológica completa AQUI: https://portal.inmet.gov.br/notasTecnicas#

    Seção de Previsão do Tempo – SEPRE

    INMET - 7º DISME/SP e MS

    Tel.: +55 (11) 5051-5700

    E-mail: sepre.sp@inmet.gov.br

    Mais informações e avisos no portal do INMET: https://portal.inmet.gov.br/

    AVISOS ACERCA DA UTILIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES DESTE BOLETIM: 1) os dados e estatísticas são preliminares e estão sujeitos a alterações à medida que forem revisados; 2) O resultado da utilização das informações contidas nesse boletim é de inteira responsabilidade do usuário; 3). É permitido o uso das informações aqui contidas desde que citada explicitamente a fonte.